Jornada da Juventude de Madri em números

 

Pe. Geraldo Rodrigues

Boletim "Vivências" 415

 

 

A capital espanhola recebeu quase meio milhão de jovens procedentes de países da América Latina para esta 26ª Jornada Mundial da Juventude. Quase 1,5 milhão de jovens estão em Madri. Destes, mais de 400 mil são latino-americanos, sendo os brasileiros

os mais numerosos: cerca de 13.472 oficialmente inscritos. O México ocupa a segunda posição, com 7.017 inscritos, seguido por Argentina 6.484; Venezuela 5.527; e Colômbia 3.685. Tais números se referem a registros oficiais. Normalmente o total de participantes costuma ser o triplo dos dados oficiais, dizem os peritos. Por nacionalidades, sem contabilizar os espanhóis, os mais numerosos são os italianos, calculados em torno de 100 mil, seguidos por franceses, poloneses, alemães e americanos. Para alojar a todos, a organização do evento conseguiu 693 centros públicos, 790 espaços privados e outros 3,5 mil espaços como pavilhões esportivos, paróquias e colégios. Os participantes estão sendo atendidos por cerca de 30 mil voluntários, 4 mil deles estrangeiros, que se prepararam durante dois anos para receber e informar os peregrinos. Há voluntários que cuidam de tradução e logística,  acompanhamento de autoridades, coordenação de grupos, etc.

Jovens da Etiópia na Jornada Mundial da Juventude

É a primeira vez que jovens da Etiópia participam de uma Jornada Mundial da Juventude. Está na jornada de Madri um grupo da etíopes, acompanhado por 165 religiosos da Comunidade de São João, um instituto religioso de direito diocesano fundado na França, em 1975, que também mantém uma sede em Addis Abeba. Eles estão fazendo parte de um grupo de outros 2 mil e 300 jovens, orientados pela Comunidade de São João, vindos da Europa, das Américas e da Ásia. Após a jornada, estes jovens irão em peregrinação

a Fátima, em Portugal. A Etiópia fica na região nordeste da África. Possui 83 milhões de habitantes, sendo 55% católicos e 35% que professam o islamismo.

Jornada Mundial da Juventude e Internet

Em Madri há uma equipe de 80 voluntários em veículos com conexão à Internet que atualizam as páginas do evento nas redes sociais. Trata-se da primeira Jornada da Juventude completamente ligada às redes sociais. De qualquer ponto da cidade é possível conexão permanente. Um grupo de profissionais cuida de redes em mais de 20 línguas. Está sendo considerado o maior encontro de Internet organizado pela Igreja Católica. As redes mais divulgadas estão sendo: Facebook, Twitter e a espanhola Tuenti.