MESSAGEM DO SUPERIOR GERAL MICHAEL BREHL

MESSAGEM DO SUPERIOR GERAL MICHAEL BREHL

Queridos Confrades, Irmãs, Associados e amigos,

Nesta primeira edição do Boletim Scala de 2012, eu gostaria de desejar a vocês um abençoado Ano Novo, repleto de esperança, paz e alegria, as quais são sinais da presença do Espírito Santo em nossas vidas e ministério!

Nas duas primeiras semanas de janeiro nós celebramosas festas de 02 grandes Missionários Redentoristas: São João Neumann e o Beato Pedro Donders. Suas vidas e seus exemplos continuam a inspirar-nos em nossa missão de pregar o Evangelho de um jeito sempre novo. Através de suas orações intercessoras eles continuam a nos acompanhar no modo como vivemos nossa vocação missionária hoje.

São João Neumann cultivou um espírito de dedicação missionária desde o início de sua vocação de servir a Deus e ao povo de Deus, como padre. Este foi o espírito missionário que moldou sua vida. Com este espírito ele deixou sua casa e seu país para viajar para os Estados Unidos. Este espírito conduziu-o à Congregação do Santíssimo Redentor. Neste espírito, ele acompanhou, literalmente, milhares de novos imigrantes.

Para João Neumann, este espírito missionário não foi um ideal romântico, mas um chamado prático para ações concretas. Esta vocação missionária foi expressa em seus esforços para aprender outras línguas, nas quais ele poderia se comunicar, efetivamente, com os homens e mulheres afetados pelo movimento de masssa de pessoas. Neste espírtito, ele estabeleceu paróquias e escolas, pregou missões e socorreu os pobres. Sua vocacão missionária encontrou expressão nas escolhas e decisões que moldaram sua vida, sua comunidade e seu ministério.

Que este espírito continue a exortar-nos a seguir o Redentor de modo prático e concreto, assim como nós continuamos a renovar nossa Congregação de acordo    com as orientações do XXIV Capítulo Geral e o tema do Sexênio: Pregar o Evangelho de modo sempre novo, com renovada esperança, corações renovados e    estruturas renovadas para a missão.

A vida do Beato Pedro Donders também foi moldada pela sua vocação missionária. Como São João Neumann, ele foi ordenado como padre diocesano. Como João Neumann, ele deixou casa e país para server nas Américas. Após quase 25 anos de ministério no Suriname, ele entrou para a Congregação do Santíssimo Redentor, quando os redentoristas foram encarregados da missão neste país.

No Suriname, ele esteve disponível para todos; mas ele experimentou um chamado especial para servir os pobres, os escravos e aqueles que eram abandonados. Por quase 30 anos ele socorreu as necessidades dos leprosos, na Batávia. A marca especial da vocação missionária de Pedro Donders foi sua proximidade das pessoas para as quais ele foi enviado.

Esta proximidade expressou-se não só através da pregação e celebração dos sacramentos, mas também através de seu serviço pessoal aos necessitados. Ele não somente trabalhou para uma mudança estrutural que proporcionasse uma melhor assistência médica e educação para os leprosos, mas ele também tratou e cuidou carinhosamente deles.

Como missionário redentorista, ele continuou a procurar novas maneiras de servir aos outros, inclusive em sua idade avançada. Ele começou a aprender as línguas nativas para que pudesse levar o Evangelho aos povos nativos. Ele também estabeleceu estruturas que pudessem ajudar outros a continuarem o que ele havia começado. Como São João Neumann, o espírito missionário e a vida inspiradora de Pedro Donders são relevantes para os Missionários Redentoristas hoje.

Que São João Neumann e o Beato Pedro Donders continuem a acompanhar-nos em nosso esforço de, em 2012, levarmos a Boa Nova aos Pobres!

Uma vez mais, gostaria de desejar-lhes toda graça e bênção para o Ano Novo.

No Redentor,
Michael Brehl, C.Ss.R

FONTE: http://scalanews.com/scala/jan12/scalaPortuguese.html