Paquistão: uma jovem cristã foi forçada a se converter ao Islã

Pe. Geraldo Rodrigues

Boletim "Vivências" 411

 

 

O fato se deu no início de agosto/11. Uma jovem cristã foi vítima de um novo caso de conversão forçada: Mariam Gil foi

sequestrada em uma localidade a 20 km da capital Islamabad, por um muçulmano local, Muhammad Junaid, e foi forçada a se converter ao Islã e depois a se casar. Munir Gill, o pai da menina, disse que um importante homem de negócios, há muito demonstrou interesse pela sua filha, intimando-lhe “de consentir no casamento”. Munir disse ainda ter exposto “várias vezes a questão”, ao pai do jovem

Muhammad Junaid e à polícia, “sem resultado”. Depois de tomar conhecimento do sequestro, o pai de Mariam e seu irmão foram à polícia, que respondeu evasivamente. Para o líder local muçulmano, o sequestrador “seguiu os preceitos da Sharia e, convertendo uma nãomuçulmana, realizou um gesto nobre!” Mariam Gill, interrogada pelas autoridades locais, confirmou ter sido seqüestrada e de ter sido forçada a se converter, reiterando em seguida seu desejo de não abandonar o cristianismo. Após o interrogatório, a jovem foi devolvida à família de origem e as partes foram convidadas a chegar a um acordo. No entanto, Muhammad Junaid ameaçou  consequências terríveis” se não lhe for devolvida a jovem!